Fórum iFactory
Seja um membro do Fórum iFactory!
Clique em "Registrar" ou faça o "Login" caso já seja um membro.
Participe do mais novo fórum de informática, games e design!

[Matéria] Halo: Reach

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Matéria] Halo: Reach

Mensagem por Sonic em 21/9/2010, 12:25

Game se renova e tranquilamente é candidato a melhor jogo do ano

Dentro da armadura do Número 6, o Spartan novato, que acabou de entrar na equipe de super-soldados Noble, tentará previnir que a principal colônia humana seja dizimada pelas cruéis forças alienígenas. Mas você - jogador - falhará. Você sabe disso desde o começo. O game se inicia com um capacete estraçalhando, já sugerindo o que vem ela frente.

Toda a emoção e impureza da guerra que“Halo 3”prometeu mas não entregou estão presentes em“Halo: Reach”. Conforme a narrativa desenrola e os Covernant começam a tomar posse do planeta, a sensação de perda e derrota é muito pesada, mas ao mesmo tempo nasce certo orgulho em ver aqueles soldados fazendo todo o possível para manter a salvo o que conseguirem do seu lar. Custe o que custar.

O planeta é belíssimo, repleto de regiões paradisíacas e cidades utópicas que já são tradicionais da franquia. Porém, desta vez, em uma dimensão ainda maior.“Halo”nunca contou com campos de batalha tão imensos, e isso reflete diretamente no número de estratégias possíveis dentro do jogo.

Isso quer dizer que sorrateiramente você pode abater os vigias separados do grupo principal; Criar um holograma próprio correndo em plena vista para chamar a atenção de tropas inteiras para levá-las para o lado errado, assim podemos pegá-los desprevinidos e, então, bombardeá-los pelas costas.
Além disso, é possível montar em uma Mangoose e correr com o rabo entre as pernas para longe dalí. Seu objetivo é ir do ponto A para o B. Como fazer isso? Só depende da sua imaginação. É é a partir daí que surgem os momentos mais épicos do jogo. Há algumas cinematics de fazem o coração bater mais rápido. Por exemplo, caso escolha, ninguém além de você, conseguirá deter aquela tropa de Brutes armados com uma fraca pistola de plasma em mãos: só você.

Com isso em mente é interessante sempre tentar este tipo de alternativa inusitada. Situações que acontecem durante um embate nunca ocorrem duas vezes, por conta da afinadíssima inteligência artificial, tanto a inimiga quanto a aliada.

Fique muito tempo se protegendo dentro de uma área fechada e logo estará cercado. Seus companheiros vão lhe aconselhar a sair dalí, e dependendo de qual deles for, pode virar as costas e abandoná-lo se você teimar em manter o posto. O que não é uma boa ideia!

Neste capítulo os Elites continuam do lado inimigo, e estão mais habilidosos do que nunca. Por isso é bom sempre manter seus colegas por perto, pois derrubar um desses aliens asquerosos pode ser mais trabalhoso do que abater algumas naves. Se eles estiverem com uma espada de plasma em punhos, então é melhor se preparar para o pior.

Outro conselho é escolher bem qual será o acessório utilizado na sua armadura para batalhas. Essa novidade substitui as antigas granadas especiais, e viram de ponta-cabeça a fórmula da série ao implentar habilidades únicas ao seu Spartan, como um escudo-bolha portátil e invisibilidade temporária. Mas o mais grandioso deles você já sabe qual é...
Em“Reach”existe outra certeza na vida além da morte: a que tudo fica mais legal com jetpaks. A primeira vez que você fizer uso dela para raptar uma nave do oponente em pleno voo entenderá perfeitamente a afirmação. Contudo, apersar do equipamento criar um dinamismo extraordinário, ele requer muito cuidado. Por mais que ficar voando por aí seja divertido, também te faz carregar um enorme alvo na testa.

Como se trata de uma prequel, isso levanta o questionamento do porquê desses apetrechos high-tec não estarem presentes nos jogos onde estão o protagonista Master Chief. A resposta é: pelo mesmo motivo que não é mais possível carregar duas arma pequenas ao mesmo tempo ou entender o que os monstrengos estão dizendo.

Na cronologia da série, muito mudou ao passar dos anos. Algumas tecnologias foram perdidas durante a invasão e outras foram adaptadas ao descobrirem mais sobre as raças Covernant - uma desculpa elegante para melhorar a jogabilidade do game.

A Bungie foi certeira em colocar seus créditos antes do verdadeiro final do jogo. Ela produziu uma grande franquia, e a fechou com chave de ouro. “Reach”é a joia rara da série espartana e a produtora merece nossa gratidão por tê-la originado.

Fonte: MSN Jogos
Data: 21/09/2010

____________________________________________

Sonic
Administrador
Administrador


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Matéria] Halo: Reach

Mensagem por Morais em 21/9/2010, 19:41

Caramba candidato a melhor jogo do ano
vai ter que rajar muito hein, se bem que pelas imagens parece que é um bom jogo mesmo

____________________________________________
Morais - Supervisor

Morais
Supervisor
Supervisor


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum